terça-feira, 14 de outubro de 2008

Frase antiga

“O que eu quero nessa vida é amar e ser amada”.

Quem me lembrou dela foi um amigo de anos de escola, que acompanhou meu crescimento desde os sete anos de idade. Vimos nossos desenvolvimentos e no meio de uma aula de colegial, época em que estava começando a conhecer o amor (coisa mais clichê, mas é verdade), proferi esta frase, e o mais engraçado é que continuo querendo a mesma coisa.

Desde os meus quatorze anos sempre quis isso e o desejo persiste.

Posso dizer que já amei e fui amada, se não, fingiram muito bem.

Não sei se este é o mantra da minha vida, que me seguirá sempre, mas sigo na procura e concretização do meu máximo querer.

O que me conforta diante de tudo isso é que tenho amigos, como o que me lembrou desta frase, detentores do meu amor e que com os quais posso ter certeza de que sou amada; um amor sem fingimento, de coração aberto. Mas que a procura continua, isso sim, continua.

4 comentários:

Clau disse...

Sabe o que é engraçado?
Que a nossa vida dá um milhão de voltas que a gente nem entende bem o porquê, algumas coisas não dão certo e a gente de revolta...

E aí quando tudo passa e a gente conhece o amor da nossa vida, falamos: "Tá veeeendo??? E eu que me revoltei naquela vez...Se não tivesse dado errado eu não teria conhecido o amor da minha vida..."

E por que tudo tem que acontecer de forma a encontrar o amor da nossa vida? Por que não pode ser pra arrumar o emprego da nossa vida ou a viagem da nossa vida???

Pra mim a resposta é mais clara do que eu no sol: somos movidas pelo amor. Simples assim!
Tá implícito! rs...

Vale a máxima do Skank: "É ver alguém feliz de fato sem alguém pra amar..."

Enjoy, beautiful girl!

Anônimo disse...

pobre dos os homens que pensão só que é esse o amor válido, é preciso saber o amor numa forma muito mais ampla pra entender os próprios versos skankianos. se esse é o amor por qual todos procuram, humano já não sou

por isso, mais bela morena, tu tens toda razão de apreciar o amor que um amigo lhe dá. dele terás a força para entender toda a vida

Thiago disse...

vc devia ler mais os modernistas...
... os romantistas todos morrem de tuberculose.

Emerson disse...

Faith, hope, love... be enough...